Publicado por: Redação | maio 17, 2012

“O Rei que não sabia rir” será apresentado este domingo em Campo Grande (MS)

O espetáculo infantil “O Rei que não sabia rir” será apresentado neste domingo, 20 de maio, em Campo Grande (MS). O evento será realizado no Teatro Aracy Balabanian, do Centro Cultural José Octávio Guizzo, a partir das 16h e tem duração aproximada de 40 minutos.

O espetáculo será apresentado em uma parceria do Grupo Identidade Teatral com a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. A peça conta a história de um rei rabugento que propõe a troca de função com o bobo da corte sem o conhecimento do guarda-real, instalando a partir de então uma série de confusões e equívocos. Com apenas dois atores em cena e lançando mão do recurso do ator coringa, o espetáculo brinca e abusa do faz de conta.

Por meio de uma linguagem leve e divertida, a peça mergulha em temas e questões que comumente são relegados ao universo dos adultos, como o uso e abuso do Poder. Evidenciam através de três personagens distintos as manifestações humanas diante do poder, como a tirania (Rei rabugento) a submissão (o Guarda- Real), a subversão (o Bobo da Corte).

Além da participação de Marcos Alexandre, o elenco é composto também por Ângela Montalvão.

Desde sua estreia em maio de 2008, a peça já ultrapassou mais de 250 apresentações. Tendo participado do II Festcamp, Boca de Cena 2010, Caminhão da Cultura 2010 e 2011 e Semana do Teatro 2011. Além da capital de Mato Grosso do Sul, a peça já divertiu crianças pelo interior do Estado como Sidrolândia, Terenos, Três Lagoas, Rio Brilhante, Nova Alvorada do Sul, Miranda, São Gabriel do Oeste, Laguna Carapã e Maracajú.

Os ingressos são vendidos nos valores de R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). A meia-entrada é valida para estudantes, professores, doadores de sangue, e idosos (acima de 60 anos), com a apresentação de seu respectivo comprovante.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3317-1795 ou no Centro Cultural José Octávio Guizzo que fica localizado na rua 26 de Agosto, 453, entre as ruas Calógeras e a 14 de Julho.

Com informações da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: